Tenho diabetes e já estive em quase 50 países

Vamos conhecer a Cazzy Magennis!


Desde que fui diagnosticada com diabetes tipo I em 2016 decidi manter o meu grande sonho de percorrer o mundo todo, conhecer vários países e suas culturas, desde então já estive em quase 50 países e, a cada viagem, aprendo cada vez mais sobre viajar com diabetes .

Meu diabetes tipo 1 enfrentou muitos desafios quando eu viajei, e o mais proeminente é manter minha insulina fresca (maior desafio para o diabético tipo 1) . Como sou da Irlanda, quase todos os outros países que visito são muito mais quentes que o meu! Isso significa que estou enfrentando o desafio de manter minha insulina fresca quando estou em um avião, trem, ônibus ou barco. Não só o calor apresentou desafios para a minha insulina, mas o calor tende a diminuir o nível de açúcar no sangue, o que resulta em mais hipoglicemia. Isso tem levado muita prática para entender o que fazer com a minha insulina quando passeio em lugares quentes.


Eu tive muitos outros percalços durante minhas viagens com diabetes tipo 1, o que resultou em novos aprendizados. Quando eu estava na Tailândia, eu estava na famosa “Festa da Lua Cheia” e eu tinha meu monitor de diabetes comigo para checar meu nível de açúcar no sangue. Fui para o bar pedir uma bebida para minha irmã e eu e eu colocamos meu monitor no bar por um breve segundo, enquanto eu perguntava o que ela gostaria e, dentro de alguns segundos, alguém havia roubado meu monitor! 


Eu acho que eles pensaram que era um telefone celular (um muito ruim), mas, mesmo assim, entrei em um pouco em pânico, então percebi que eu tinha um monitor de emergência comigo no hotel. Eu sabia que a minha regra de "sempre ter suprimentos em dobro" era boa, fica a dica para vocês também.

As pessoas freqüentemente me perguntam qual é o meu país favorito, e é uma das perguntas mais difíceis de responder, porque eu amo tantos países por tantas razões diferentes. Mas se eu tivesse que escolher um, eu iria com o Vietnã. As pessoas são surpreendentes, a comida é deliciosa, as vistas são deslumbrantes e é um país bastante barato para visitar. Um segundo próximo é o Sri Lanka ...

Ter diabetes tipo 1 mudou-me, mas penso melhor. Aprendi a não desistir dos meus sonhos e inspirar tantos diabéticos do tipo 1, ou qualquer pessoa que sofra de uma doença crônica em geral, a não permitir que seus sonhos sejam suspensos.

Ficou curioso para saber mais sobre as aventuras da Cazzy, acesse seu blog https://www.dreambigtravelfarblog.com/ .

Adorei conhecer sua história, é possível sim conviver com diabetes e realizar seus sonhos, basta equilibrar seu corpo com as escolhas certas.